• 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16

Nova Rússia - Jóia Bruta

Para marcar o Dia Mundial do Meio Ambiente, dia 5 de junho, o Jornal de Santa Catarina preparou um especial sobre a Nova Rússia, em Blumenau. A 23 quilômetros do Centro, no Distrito do Garcia, a localidade é a mais importante área verde da região. Principal manancial e maior reduto de mata preservada da cidade, o recanto representa uma área de conservação, água limpa, estudo, turismo e lazer.

Ela soma 17% do território da cidade e tem nos seus recantos de água transparente um dos destinos mais procurados do turismo ecológico na região. É considerado o espaço de preservação mais importante de Blumenau e vital na sustentabilidade do município. Vista de cima, encanta com um fôlego natural em meio ao cinza da cidade, com verde por todos os lados e cortada por nascentes.

Um jardim para preservar

A importância de algo não se mede com fita métrica nem balança. Essa importância há de ser medida pelo encantamento que ela produz em nós. Quem disse isso foi Manoel de Barros, um dos maiores poetas que o Brasil já leu. Foi ele, também, quem disse que “o meu quintal é maior do que o mundo”. Para quem é de Blumenau, esta pode ser uma verdade quando se trata do nosso reduto verde. Um lugar como muitos quintais, que encanta, tranquiliza, estimula o lazer, reúne família e amigos. Como uma ilha, mas envolto de vegetação e acessível por um estreito corredor entre o Parque Nacional da Serra do Itajaí, o quintal de Blumenau está no Sul do município e também ganha nome de uma região europeia: Nova Rússia.

A 23 quilômetros do Centro, no Distrito do Garcia, a localidade é a mais importante área verde da região. Principal manancial e maior reduto de mata preservada da cidade, a Nova Rússia representa uma área de conservação, água limpa, estudo, turismo e lazer. Ela soma 17% do território da cidade e tem nos seus recantos de água transparente um dos destinos mais procurados do turismo ecológico na região. É considerado o espaço de preservação mais importante de Blumenau e vital na sustentabilidade do município. Vista de cima, encanta com um fôlego natural em meio ao cinza da cidade, com verde por todos os lados e cortada por nascentes.

– A Nova Rússia tem um papel extremamente importante para o meio ambiente e para a cidade. Não só do ponto de vista ambiental, mas da sustentabilidade. Boa parte da região Sul é abastecida por aqueles mananciais – avalia o presidente da Fundação do Meio Ambiente de Blumenau (Faema), Fernando Leite.

Para o ambientalista e representante da Associação Catarinense de Preservação da Natureza (Acaprena), Lauro Bacca, é possível elencar três pontos principais que representam a relevância da preservação da Nova Rússia para Blumenau: a qualidade da água que surge de córregos para o ribeirões Garcia e Minas da Prata; a proteção das encostas pelas florestas, que minimizam a possibilidade de deslizamentos de terra, não somente para a Nova Rússia, mas para o bairro Progresso e região do Garcia, e o fator eco turístico, que existe graças à condição de preservação.

Os novos russos

O começo da história da Nova Rússia, segundo os registros oficiais do município, vem de 1896, quando a exploração na região começou pela descoberta do minério de prata. No entanto, alguns registros da história contada por moradores remetem ao ano de 1830, antes mesmo do nascimento da Colônia Blumenau. A região foi colonizada por imigrantes alemães e russos que tentavam viver da caça e da agricultura, mas devido ao relevo acidentado a área não foi de interesse dos colonizadores, portanto foi utilizada para corte de madeira e extração de palmito, comercializado para as fábricas de conserva.

Diversas multinacionais norte-americanas, espanholas e argentinas exploraram a Nova Rússia em busca do minério de prata, mas o interesse terminou no final da década de 1940. Assim, as famílias precisaram sobreviver da caça, pecuária e da venda de terras, o que fez com que muitas deixassem a região. Novos moradores foram surgir novamente só em 1989, quando foi implantada a linha de ônibus da Nova Rússia.

Confira a reportagem completa em Jornal de Santa Catarina.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Enquete

Qual o morro mais difícil de Blumenau ?
convite-jpg.jpg
convite-jpg.jpg
convite-jpg.jpg
jack.jpg