Grutas - Botuverá

As Grutas de Botuverá ficam na localidade de Ourinho, a 15 km do Centro de Botuverá. Possuem, aproximadamente, 1200 metros de extensão e são compostas por vários espeleotemas (esculturas feitas pela água), tais como travertinos, cortinas, couves-flor, chão de estrelas, fendas, vielas, estalactites, estalagmites e passagens distribuídas em labirintos e salões. Constitui um conjunto inigualável e eternizado por pingos de água que gotejam continuamente do teto a centenas e milhares de anos.

Em virtude de sua beleza e porte, é considerada a maior e mais ornamentada gruta do Sul do Brasil, sendo visitada há mais de vinte anos.

A caverna apresenta inúmeros salões que alcançam até 20 metros de altura, povoados por figuras, colunas e calcita escorrida entre outras formas.

Possui uma única entrada conhecida e o início do seu desenvolvimento se dá em piso de argila com bloco calcário.

A partir dos primeiros 50 metros é que se vislumbram os amplos salões que a compõem. O primeiro deles expõe na entrada, à esquerda, uma coluna com 2 a 3 metros de diâmetro. Segue-se pelo piso com aspecto de corrimento calcítico até chegar ao espaço mais amplo onde pode ser observada uma parede com colunas de 10 a 15 cm de diâmetro de estalactites e estalagmites que compõem figura semelhante a um belo órgão de tubos.

A partir da posição do órgão de tubos a gruta oferece três direções: à direita, que conduz ao Salão das Orquídeas, povoado por belas flores de aragonita; a central conduz a um pequeno lago quase seco; e à esquerda oferece o acesso ao restante da caverna. Este acesso permite alcançar os salões da Galeria do Presépio, dos Altares, dos Candelabros, do Púlpito e da Pequena Imagem onde são ressaltadas formas belas.

Os salões mencionados concentram a maior parte das galerias. Além das formas que dão origem aos nomes dos salões, compõem o cenário formas não menos interessantes, como elevados em piso de escorrimento calcítico, travertinos, sílica em box-works, velas, jacaré e colunas.

A galeria de estalactites é a última que pode ser alcançada e se estende horizontalmente através de um túnel de 130 metros a partir do Salão dos Altares, praticamente sem comunicações, em amplo espaço lateral e vertical.

A caverna é povoada por estalactites e estalagmites. A parte mais adornada é a porção central, mais ampla, entre a posição do órgão e a entrada da galeria das estalactites, onde se encontram variadas formas e estruturas calcíticas e os salões oferecem maior facilidade de intercomunicação. Vários anfiteatros podem ser acessados com facilidade de acessos.

Atualmente algumas áreas da caverna estão restritas, tendo em vista a determinação do Plano de Manejo do Parque, com a finalidade única e exclusiva de não prejudicar as formações e a diversidade biológica.

Geologia

A cavidade foi formada pela dissolução de rochas carboníferas do período Pré-cambriano, há pelo menos, 65 milhões de anos e caracteriza-se por possuir galerias e amplos salões ornamentados com estalactites, estalagmites, colunas e outras formações.

Fauna

A diversidade biológica nesta gruta é considerada alta para uma cavidade sem curso d’água no Brasil. Foram registradas 7 espécies de morcegos e mais 35 espécies de invertebrados.

Sob este aspecto, destaca-se no contexto espeleológico nacional pela ocorrência de 6 espécies endêmicas (exclusivas do local) e altamente especializadas de invertebrados. Apenas 10 cavernas brasileiras possuem um número tão expressivo de troglóbios (espécies de vida restrita às cavernas).

O que mais preciso saber ?

Telefones:

(47) 3359-1100 / (47) 3087-8387

Horário de visitação:

De Terça a Domingo
8h às 17h (primavera e verão)
8h às 16h (outono e inverno)
(Segunda-feira: fechado para manutenção.)

Valores:

Ingresso Normal Adulto: R$ 14,00
Estudantes com apresentação de carteirinha: R$ 7,00
Crianças de 4 a 12 anos: R$ 7,00
Melhor Idade (acima de 60 anos): R$ 7,00
Aluguel de calçados e meias: R$ 4,00

* Não são aceitos pagamentos com cartões de crédito/débito
* A venda de ingressos nos domingos e feriados é por ordem de chegada e não será efetuado reserva nesses dias.

Praça de alimentação:

A praça de alimentação atende nos mesmos dias e horários de visitação do Parque. O local também dispõe de churrasqueiras que podem ser usadas pelos visitantes.

Fluxo de visitantes:

O passeio às grutas é realizado em grupos de até 15 pessoas.
O tempo do passeio é de 45 minutos;
Capacidade diária de até 13 grupos, totalizando 195 pessoas/dia;
O parque possui estacionamento para carros e um exclusivo para ônibus.

Excursões:

Para mais informações e agendamento de excursões o contato deve ser feito pelo telefone.

Normas de Segurança e Visitação:

Para a segurança dos visitantes e a proteção das cavernas algumas normas devem ser obedecidas:

Utilize tênis, preferencialmente com solado antiderrapante (não será permitida a entrada sem este item)
É proibido filmar e fotografar dentro das cavernas
É proibido a entrada de crianças de colo (menores de 4 anos)
É proibido o acesso ao parque com animais domésticos
É proibido entrar na gruta sem o guia
Mantenha as mãos livres
Utilize somente o caminho definido
Utilize sempre o capacete
Não toque, colete ou sente nas formações da caverna
Não entre na caverna com bebidas ou alimentos
Não fume no interior das cavernas
Não perturbe ou colete espécies da fauna cavernícola
Não se apóie nas formações da caverna

Informações Complementares

Distância
Tempo Médio
Altitude Acumulada
Altitude Máxima
Dificuldade
- Km
Ida e Volta
- Horas
- metros
- metros
 nivel dificuldade1
Níveis de Dificuldade
Ponto de Encontro
O que levar?
Horário de Saída
Mapas
Indicado para
-

bag icon 

 07:00 am
maps icon car icon trek icon mtb icon   

Galeria de Fotos

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar